(51) 3212.3798     /DallagnolAdvogados    

Desembargadora Liselena Ribeiro é primeira mulher a presidir eleições no RS

Em cerimônia ocorrida na tarde desta terça-feira (24), no plenário do TRE-RS, a desembargadora Liselena Robles Ribeiro tomou posse no cargo máximo da Justiça Eleitoral gaúcha. Ela é a primeira mulher a presidir um processo eleitoral no Rio Grande do Sul.

Em seu discurso, Liselena destacou o voto com identificação biométrica nas Eleições 2016, que alcançará 98{dcec5b79291c8435776b29cfad46d295b532fe38e0f6609f14c8c3c62462b588} dos municípios gaúchos, e a necessária comunicação eficaz para transmitir ao eleitor a segurança da votação eletrônica brasileira, que completa 20 anos neste pleito municipal. Ela também afirmou que a Justiça Eleitoral “não se omitirá diante de qualquer abuso que macule a sufrágio”.

A nova presidente ingressou na magistratura em 1985 e atuou nas Comarcas de Mostardas, Dois Irmãos, Espumoso, Santa Maria e Porto Alegre. Foi juíza-corregedora entre 1992 e 1994 e se tornou desembargadora do Tribunal de Justiça (TJ) do Estado em 1998.

A magistrada atuava no TRE-RS desde 2015, como vice-presidente, corregedora e ouvidora. Ela assumiu o cargo de presidente no lugar do desembargador Luiz Felipe Brasil Santos, que despediu-se do Tribunal após dois anos de atuação. Em sua fala, ele elencou realizações da gestão à frente da Instituição, como a implantação do processo judicial eleitoral eletrônico, o recadastramento biométrico, o aprimoramento dos mecanismos de fiscalização de contas partidárias e eleitorais, o fomento ao estudo – por meio da Escola Judiciária Eleitoral do RS (EJERS) – e a promoção de campanhas de orientação ao eleitor, como a campanha Mesário Voluntário.

Na mesma cerimônia, o desembargador Carlos Cini Marchionatti assumiu as funções de vice-presidente, corregedor e ouvidor do TRE-RS. Seu ingresso na magistratura gaúcha ocorreu em 1985. Em dezembro de 1999 passou a desempenhar suas atividades como juiz convocado no TJ, na Câmara Especial Criminal, tendo sido promovido a desembargador em junho de 2001.

 

Fonte: TRE-RS